O que é sustentabilidade?

Sustentabilidade é a capacidade de cumprir com as necessidades do presente sem comprometer a mesma das gerações futuras. O conceito de sustentabilidade é composto por três pilares: econômico, ambiental e social.

Ouvimos falar muito disso nas escolas, nas campanhas políticas, nas universidades, por defensores do meio ambiente e até por empresários. O conceito de sustentabilidade já possui uma história de mais de 400 anos e começou quando um capitão alemão transformou essa palavra em estratégia, uma vez que, ele percebeu que deveria “tratar a madeira com cuidado” para que não acabasse seus negócios e consequentemente o seu lucro.

As Conferências das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente, foram: Estocolmo, Rio 92, Rio+10, Rio+20, tiveram esse termo como temática principal e foi possível construir vários documentos e novas metas para os países participantes das conferências cumprirem, levando em conta o crescimento dos países, mas de uma maneira que não prejudique tanto os recursos naturais.

Existem diversos autores que conceituaram esse termo de acordo com seus estudos, e por isso, achamos diversas definições na internet relacionadas a sustentabilidade. Todas elas seguem uma ideia principal: o desenvolvimento sustentável e tem como o objetivo a preservação do planeta e o atendimento das necessidades humanas. Simples assim: devemos explorar com cuidado, caso contrário, no futuro não iremos ter o que explorar. Etimologicamente, a palavra sustentável tem origem no latim sustentare, que significa “sustentar”, “apoiar” e “conservar”. A sustentabilidade é alcançada através do desenvolvimento sustentável, isso quer dizer que um recurso explorado de forma sustentável poderá ser explorado também, por nossas gerações futuras.

 

Sustentabilidade ambiental e ecológica
A sustentabilidade ambiental nada mais é do que o uso consciente dos recursos naturais para que possamos utilizar desses recursos mais para frente. Esse termo surgiu com o objetivo de aumentar as práticas e ações que não afetam tanto o meio ambiente, e além disso, aumentando a qualidade de vida. Desmatamento, queimadas, poluição são resultados de ações de um homem que não pensa nas suas gerações futuras. As ações que podemos fazer em casa também faz parte da sustentabilidade ambiental, como por exemplo, separação de lixo, reciclagem, comprar produtos de empresas que participam de algum projeto ambiental, são formas da sociedade cooperar de casa com o desenvolvimento ambiental.

 

Sustentabilidade empresarial

Esse termo está ficando mais disseminado e a cada dia que passa as pessoas estão se interessando mais por ele. Uma empresa que tem uma postura de responsabilidade com os valores ambientais e sociais ganha destaques e o gosto dos consumidores, dessa forma, eles ajudam o meio ambiente e ajudam a própria empresa. Algumas ações são obrigações de toda empresa por lei, como por exemplo, tratamento dos efluentes e resíduos gerados, controle de emissão de gases poluentes. Agora, existem cada vez mais empresas que deixam de fazer o que somente é exigido, chamadas de empresa Reativa e vão além, buscando novas ideias, contribuindo assim de forma significativa com a sustentabilidade.

Alguns exemplos dessas ações que superam o que é exigido seriam os programas que visam à preservação da flora e fauna além do que seria exigido por lei, educação ambiental dentro da empresa, conscientizando seus funcionários sobre a importância dos recursos naturais, construção de prédios ecologicamente corretos, enaltecendo a importância de colaborar com o meio ambiente e despoluição de rios, dando o real valor ao nosso recurso mais importante: a água. A empresa que visa ser sustentável se preocupa com o Social, seja da comunidade ao seu entorno, seja com os seus colaboradores. Dessa forma, elas promovem ações que incentivam o esporte, a saúde, o bem estar dos funcionários e das famílias do mesmo. Todas essas ações influenciam positivamente para a empresa, uma vez que um funcionário mais satisfeito com o emprego e mais instruído é menos suscetível a erros.

Sustentabilidade social
A sustentabilidade social está ligada ao conjunto de ações que visam melhorar a qualidade de vida de uma população. Para tal, é necessária a diminuição da desigualdade social, através de acesso à educação de qualidade, lazer, moradia, saúde, condições sanitárias e atividades que visam formar e lapidar o caráter dos indivíduos, como o esporte.

Essa igualdade nas oportunidades para toda a população, visa garantir a todos, o acesso aos serviços e são ótimos indicadores que as ações sociais estão funcionando. É importante lembrar que essas ações não beneficiam apenas a comunidade de baixa renda, uma vez que estamos todos inseridos em uma comunidade só. Essas ações influenciam diretamente na qualidade de vida das pessoas que possuem uma renda maior, com diminuição da disparidade social, diminuição dos delitos e violência, e ainda, maior sinergia entre as camadas sociais, facilitando o transito entre as pessoas e a geração de oportunidades.

Sustentabilidade econômica
O maior desafio da sustentabilidade econômica é o desenvolvimento da empresa, gerar lucros e empregos com um conjunto de práticas administrativas e econômicas que visam a preservação do meio ambiente e manutenção dos recursos naturais para gerações futuras. Porém, é totalmente possível isso acontecer com a escolha de algumas práticas, como por exemplo, a escolha sempre por energia limpa, tratamento dos resíduos orgânicos, entre outras. A sustentabilidade econômica está muito ligada a sustentabilidade empresarial, porém podemos praticar nas residências também.

 

Tripé da sustentabilidade: Meio Sustentável

Um conceito muito utilizado é chamado de tripé da sustentabilidade onde o autor baseou em três fatores que precisam se integrar para que sustentabilidade se sustente: o social, o ambiental e o econômico.

Social: Engloba a sociedade e suas condições de vida, como educação, saúde, violência, lazer.

Ambiental: Refere-se aos recursos naturais do planeta e a forma como são utilizados pela sociedade, comunidades ou empresas.

Econômico: Relacionado com a produção, crescimento, distribuição e consumo de bens e serviços. A economia deve considerar a questão social e ambiental.

O tripé da sustentabilidade é muito utilizado em empresas sustentáveis, porém é uma metodologia difícil de implantar, pois depende de um alto investimento, mudança de cultura e paradigmas dos donos e funcionários.

Existem exemplos de ações para sustentabilidade individual, comunitária e global.

Exemplos:

  • Economizar água (individual)
  • Implantar um sistema de esgoto na comunidade (comunitária)
  • Garantia de alimentação a longo prazo (global)
  • Preservação da biodiversidade e dos ecossistemas (global)
  • Diminuição do consumo de energia (global)
  • Criação de áreas protegidas (global)
  • Reciclagem (individual e comunitária)
  • Reduzir o uso de sacolas plásticas (individual)
  • Quais são os principais benefícios da sustentabilidade?

A ação sustentável de hoje permite que as próximas gerações possam viver em um mundo mais equilibrado, onde as empresas e a pessoas consigam evoluir sem causar tantos danos aos ecossistemas e sem prejudicar o futuro do planeta, dos nossos filhos e netos. Um fator importante para isso acontecer seria a educação ambiental, tema que tem sido falado cada vez mais nas mídias e escolas, ensinando principalmente, para os jovens, que estamos inseridos no meio ambiente, dependemos dos recursos para viver e esses recursos não são eternos. Dessa forma, práticas sustentáveis são essenciais para o futuro da humanidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.